Blog da Five Acts

15 de Janeiro de 2021

o que é estatistica descritiva e como interpretar dados

A análise descritiva é um dos instrumentos imprescindíveis quando se busca retratar comportamentos e tendências a partir de fenômenos reais.

Ela vem a ser a base sobre a qual os métodos estatísticos se aplicam, o que faz dela uma prática fundamental no universo dos negócios.

Sua utilização em favor de seus objetivos exige dominar não só o conceito como as técnicas, ferramentas e os processos relacionados a esse tipo de avaliação.

Você está dando um importante passo para isso com a leitura deste conteúdo.

A partir de agora, vamos desvendar as etapas de uma análise estatística e muito mais. 

Acompanhe!

Leia também:

O que é análise descritiva?

O foco da análise descritiva é compreender se, por trás de um ou mais fenômenos que se repetem, existem tendências ou padrões que possam ser mapeados.

Esse é um processo antigo, mas que evoluiu muito nos últimos anos.

Hoje, com a tecnologia disponível e o conhecimento acumulado, podemos contemplar os mais variados fenômenos, examiná-los e, a partir disso, tirar novas conclusões, se for o caso.

Essa é a base de uma análise estatística descritiva, que parte de dados reais para que, pela sua leitura, possamos entender o que se passa e tomar decisões mais acertadas.

Em uma empresa, ela corresponde à etapa introdutória da gestão de dados, pois reúne as informações que, depois, serão estudadas e transformadas em subsídios para definir os rumos do negócio.

Qual é o objetivo e quando usar a análise descritiva?

O objetivo principal da análise estatística descritiva é servir como um suporte para explicar o objeto-alvo em uma pesquisa.

Assim sendo, ela é amplamente utilizada no meio acadêmico como apoio em estudos dos mais variados ramos.

Também é comum que empresas de diversos nichos a utilizem como ferramenta para entender o mercado no qual estão inseridas ou mapear o comportamento dos seus clientes.

Quais são as vantagens da análise descritiva?

análise de dados estatísticos: vantagens
Quais são as vantagens da análise descritiva?

A análise de dados estatísticos é a base em que se assentam as análises quantitativas.

Pelo exame dos dados coletados, é possível criar hipóteses que podem ou não ser comprovadas posteriormente.

Dessa forma, sua vantagem principal é ser um instrumento que confere imparcialidade a um estudo, evitando que se formem juízos de valor.

Também é o método mais indicado quando se deseja ter uma visão abrangente de um fenômeno e para coletar dados sobre comportamentos.

Quais são as desvantagens da análise estatística descritiva?

Em contrapartida, a análise estatística descritiva tem certas limitações que devem ser consideradas.

Uma delas é a amostra utilizada que, se mal selecionada, pode levar a respostas confusas ou mesmo não verdadeiras.

A propósito, os questionários usados para coleta de dados também podem induzir a erros conceituais se mal elaborados e, assim, comprometer uma investigação.

Além disso, em estudos de caso, nem sempre é válido tirar conclusões gerais a partir de uma única ocorrência.

Entenda a metodologia usada na análise estatística descritiva

análise de dados estatísticos: metodologia utilizada
Metodologia utilizada na análise de dados estatísticos

Quase toda análise descritiva toma como ponto de partida uma pesquisa, que, por sua vez, é feita com base em um questionário.

Isso, claro, nos casos em que o objeto pesquisado puder ser medido e avaliado a partir das respostas dadas por pessoas reais.

Essas pesquisas podem ser estruturadas, quando as perguntas são as mesmas para todos que participam do estudo, ou não estruturadas, em que os feedbacks ditam os rumos da investigação.

Seja qual for o método, geralmente, uma análise descritiva é feita em cinco etapas, como detalhamos a seguir.

As 5 etapas da estatística descritiva

Veja, então, como estruturar uma análise descritiva em um passo a passo simplificado.

1. Identificação do problema

A primeira etapa consiste em identificar um problema ou dúvida que possa ser alvo de uma investigação.

O crescimento das plantas, por exemplo, é uma dessas possibilidades, mas pode ser também uma questão como entender de que forma as vendas são impulsionadas pelo marketing digital.

2. Recolhimento dos dados

Digamos, então, que você quer compreender a relação entre suas vendas e os esforços de marketing em sua empresa.

Tomando essa questão como ponto de partida, é hora de ir a campo e coletar os dados que serão usados para descrever essa ligação.

3. Crítica dos dados

Os dados, por si só, não dizem tudo.

É necessário trabalhar em cima deles, estruturando-os com as ferramentas estatísticas adequadas.

Nessa etapa, costuma-se recorrer a softwares como o IBM SPSS ou soluções mais avançadas como o Tableau, que você pode adquirir para testes em sua versão completa com a FiveActs.

4. Apresentação dos dados

Depois do tratamento dos dados, eles poderão ser apresentados e, a partir disso, levar a conclusões – ou a novas perguntas.

Tudo vai depender de como a análise foi conduzida desde o começo e da forma como os dados foram estruturados.

5. Análise e interpretação

Uma vez que a realidade tenha sido posta à prova por meio das ferramentas estatísticas adequadas, é possível interpretá-la.

Imagine que você descobriu que, de fato, vendas e marketing digital estão relacionados.

Com essa nova informação, você será capaz de tomar decisões muito mais eficientes (e certeiras) a respeito dos seus negócios.

Essa é uma forma de se inserir em uma cultura data driven, ou seja, orientada por dados, na qual as decisões intuitivas passam a ser a exceção, e não a regra.

Exemplo prático de análise descritiva

Sua empresa confirmou que vendas e marketing digital estão relacionados.

Ok, até aí tudo bem, não parece haver tantas dúvidas a respeito disso.

Agora, um possível passo seguinte poderia ser definir que tipo de mídias digitais são mais efetivas, tomando como referência o seu perfil de cliente.

Eis, então, uma nova questão que precisa ser respondida, o que leva você a recorrer inicialmente a um questionário com respostas formatadas na escala de Likert (de muito satisfeito a muito insatisfeito).

A análise prossegue com o tratamento desses dados em um software para obter informações conclusivas.

Como interpretar a análise estatística descritiva?

análise descritiva estatística: como interpretar
Como interpretar a análise de dados estatísticos

A análise de dados estatísticos tem tudo a ver com a aplicação de cálculos estatísticos.

Esses cálculos, por sua vez, são extraídos dos postulados científicos na chamada estatística descritiva, que utiliza, entre outras técnicas, análises bivariadas e descrições paramétricas ou tabulares.

Em virtude da complexidade desse processo, a única forma de interpretar os dados nesse tipo de estatística é por meio dos programas de análise, como o já citado software Tableau.

tableau software para download 2021

Se não dispõe do conhecimento e segurança necessários para isso, vale recorrer a um serviço de consultoria, treinamento ou mesmo implementação da ferramenta.

Seja qual for a sua decisão e necessidade, entre em contato com a FiveActs e saiba como podemos ajudá-lo.

Conclusão

Neste texto, você aprendeu o que é a análise descritiva e como ela pode ser importante para seus objetivos.

O que acha, então, de colocar tudo isso em prática?

A análise estatística não precisa ser um bicho de sete cabeças.

Soluções como o já destacado Tableau, da FiveActs, servem justamente para simplificar os estudos por meio de interfaces intuitivas e visuais.

Além das nossas soluções analíticas, estamos prontos para ajudá-lo da forma que precisar para começar a utilizar a análise de dados.

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER