Blog da Five Acts

01 de Janeiro de 2021

gerenciamento de dados: o que é e como fazer?

A gestão de dados tem muito a agregar aos resultados de sua empresa e projetos.

Essa é uma área estratégica, que permite a negócios de diferentes portes e segmentos pautarem suas decisões em informações confiáveis.

Embora seja um campo do conhecimento relativamente recente, não é novidade que empresas decidam o caminho ideal com base em dados.

O que cada vez mais desponta como tendência, porém, é o uso de ferramentas que qualificam todas as etapas do processo, da coleta de dados até a sua organização e transformação em informação útil.

Neste conteúdo, você vai entender tudo sobre como gerir dados e como utilizá-los a favor de seus objetivos.

Leia também:
+ Tableau Software: como funciona e quais são os benefícios?
+ People Analytics: O que é, benefícios e como implementar

O que é gestão de dados?

A gestão de dados é uma área relacionada à administração e uso de informações para a tomada de decisão nos negócios.

Compreende a utilização de equipes e ferramentas para favorecer os processos de identificação, coleta, armazenamento, acesso, organização, análise, uso e proteção de dados importantes para um projeto.

A autoridade internacional reconhecida no campo é a Data Management Body of Knowledge (DMBoK).

Veja como ela define a gestão de dados:

“Função na organização que cuida do planejamento, controle e entrega de ativos de dados e de informação. Ela inclui as disciplinas do desenvolvimento, execução e supervisão de planos, políticas, programas, projetos, processos, práticas e procedimentos que controlam, protegem, distribuem e aperfeiçoam o valor dos ativos de dados e informações”.

Gestão de dados e gestão da informação: qual é a diferença?

gerenciamento de informações e dados
Gerenciamento de informações e dados: você sabe quais são as diferenças?

Quando dizemos que uma empresa SaaS (software como serviço) conseguiu realizar dez vendas no mês de dezembro, temos um dado que, por si só, não diz muita coisa.

Mas se contextualizarmos esse dado com, por exemplo, as vendas do mesmo mês no ano passado, então, teremos uma informação: as vendas caíram, mantiveram-se estáveis ou aumentaram.

Sendo assim, temos dois tipos de gestão: 

  • A de dados brutos, sem tratamento e que, isolados, pouco ou nada significam
  • Aquela que, ao tratá-los e contextualizá-los, passa a conter informação que, como tal, também precisa ser gerida.

Então, a informação surge a partir da interpretação de um dado e sua gestão compreende a parte final do processo.

É quando os dados já foram analisados e passam a gerar orientação para a tomada de decisão, favorecendo a inteligência competitiva.

Por que fazer gestão de dados na sua empresa?

por que fazer o gerenciamento de dados em sua empresa
Por que fazer gestão de dados na sua empresa?

O principal motivo para cuidar da gestão das informações permanentemente é a necessidade de tomar decisões com base em elementos confiáveis.

Embora a capacidade de improvisar seja até certo ponto desejável, ela não pode ser a regra.

Ou seja: sempre que uma decisão que afete a performance de uma empresa precisar ser tomada, a referência principal deverá ser a informação estruturada.

É o que faz, por exemplo, o software Alteryx, solução analítica da FiveActs que ajuda os negócios a se conectarem com várias fontes de dados ao mesmo tempo.

Quais são os princípios da gestão de dados?

Tomando como base o artigo O porquê de governança de dados em organizações de controle, de autoria de Ricardo Dantas Stumpf, enumeramos os princípios que devem nortear uma política de gerenciamento de dados.

Relevância (regra de ouro)

Dados devem ser tratados como ativo corporativo, isto é, a matéria-prima a partir da qual uma empresa orienta decisões e se habilita a melhorar sua performance.

Qualidade

Todos os dados corporativos precisam ser medidos e geridos para ganhar qualidade.

Portanto, não basta apenas acumular tais elementos, mas, sim, organizá-los, classificá-los e definir processos para o seu bom uso.

Gestão de risco

Existem dados confidenciais ou sensíveis e que, por isso, exigem conformidade com a legislação.

Assim, a empresa deve criar políticas e normativas internas relativas aos dados para o seu correto tratamento e posterior divulgação.

Federação

Estruturas de dados precisam ter padrões definidos.

Afinal, que tipo de formato de arquivo sua empresa usará em maior escala? De onde os elementos serão extraídos?

Eficiência

Segundo este princípio, dados relevantes devem estar disponíveis no timing adequado, no lugar certo e no formato ideal para serem utilizados e analisados.

Colaboração

Embora em alguns casos existam cláusulas de confidencialidade (além das restrições impostas pela LGPD), dados corporativos são recursos que devem ser compartilhados e publicizados.

Inovação

Não há gerenciamento da informações que se mantenha eficaz o tempo todo.

Por isso, novas técnicas são incentivadas conforme as boas práticas da gestão da inovação.

Contextualização

De acordo com este princípio, o contexto de utilização de dados muda a sua forma de armazenar, tratar e usar.

4 melhores dicas para fazer uma gestão de dados eficiente

4 dicas para fazer uma governança de dados eficiente
4 melhores dicas para fazer uma governança de dados eficiente

Independentemente de a sua empresa utilizar data lake ou fontes de dados fragmentadas, dados precisam ser geridos desde a sua origem.

Veja, então, como fazer isso em todas as etapas, desde a coleta até a transformação dos elementos em informação.

1. Proteja os dados

Antes de definir políticas e meios para colocar os dados a seu serviço, é necessário garantir que eles estarão protegidos.

Essa parte do gerenciamento de dados é tratada pelos profissionais de segurança da informação.

Eles devem cuidar da organização dos dados como um ativo empresarial, definindo e executando operações de rotina de limpeza e de eliminação de elementos redundantes.

2. Classifique e organize-os

Uma vez que os dados estejam protegidos e prontos para serem classificados, é hora de estabelecer prioridades de uso.

Nesta etapa, a empresa deverá catalogá-los, avaliando o que pode ser descartado para otimizar o espaço destinado ao seu armazenamento.

Afinal, servidores geram custos e, quanto mais bytes disponíveis para guardar dados relevantes, melhor.

3. Alinhe sua política de dados à LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) obriga as empresas brasileiras a expor as diretrizes, as políticas e os usos para os dados coletados online.

Por isso, todas as ações de gestão deverão estar alinhadas com a lei e as práticas sugeridas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

4. Siga o Framework DAMA-DMBoK®

Veja abaixo como o gerenciamento de dados deve ser estruturado, conforme o framework estabelecido pela DMBoK:

  • Governança de dados
  • Gestão da arquitetura de dados
  • Gestão do desenvolvimento dos dados
  • Gestão de operações de dados
  • Gestão da segurança dos dados
  • Gestão de dados mestres e dados de referência
  • Gestão de data warehousing e business intelligence
  • Gestão da documentação e conteúdo
  • Gestão de metadados
  • Gestão da qualidade dos dados.

Qual é o melhor software de gerenciamento de dados?

plataforma de gerenciamento de dados: qual é a melhor?
Qual é o melhor software de gerenciamento de dados?

Não há como fazer gestão da dados sem o apoio da tecnologia em seus processos.

Nesse aspecto, uma solução a indicar é o Tableau.

Esse software permite o tratamento de dados por comandos simples e a partir de uma interface intuitiva e visual.

Teste a ferramenta completa gratuitamente!

Deixe para trás as trabalhosas planilhas e faça mais com as informações em sua empresa.

Outra dica é usar o já citado Alteryx, que permite utilizar simultaneamente diferentes fontes de dados.

Conclusão

A gestão de dados permite que o seu negócio continue evoluindo, afinal, no contexto da transformação digital, as mudanças são rápidas e inesperadas.

Para ter sucesso nesse cenário, vale muito contar com a parceria de uma empresa que conhece a fundo as melhores ferramentas e práticas para transformar dados em informação.

A FiveActs pode apoiar você do início ao fim para colocá-lo no mapa do sucesso com base em dados.

Não deixe passar a oportunidade de testar gratuitamente o Tableau, software que está revolucionando a forma de gerir e tratar dados em empresas do mundo todo.

Conte com nossa expertise também para implantar soluções analíticas sob medida para o seu projeto ou negócio.

Oferecemos treinamento, consultoria, criação de dashboards e muito mais!

Você também pode se interessar por:
+ Ferramentas de BI (Business Intelligence): Saiba o que avaliar para escolher a melhor
+ Qual é a diferença entre Business Intelligence e Big Data?

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER