Blog da Five Acts

16 de Abril de 2021

O Manifesto Ágil de 2001 gerou muitos frutos – e um dos mais recentes é o conceito de DataOps.

Por sua vez, ele é derivado do DevOps, já utilizado há algum tempo por profissionais de TI no desenvolvimento de softwares, sites e outras soluções em tecnologia.

A afinidade com a metodologia ágil faz com que essa abordagem seja ideal não só para definir o que fazer com dados, mas como geri-los da melhor forma.

Neste conteúdo, vamos entender como funciona e de que forma você pode se beneficiar do DataOps.

Acompanhe!

DataOps: o que é?

DataOps é o termo que remete às operações com dados e que tem raízes na filosofia Agile.

Ele depende diretamente da automação e se concentra em aprimorar a velocidade e a precisão do processamento de dados em computadores, incluindo suas análises, acesso, integração e controle de qualidade.

O conceito tinha como proposta inicial ser um sistema de melhores práticas com dados, mas gradualmente amadureceu para uma abordagem totalmente funcional para lidar com a sua análise.

Vale destacar novamente que ele deriva do DevOps, conceito criado em 2008 pelos programadores Andrew Clay Shafer e Patrick Debois.

Ele foi popularizado em 2009, quando foi utilizado pela primeira vez no evento DevOpsDays, na Bélgica.

Já a primeira citação do termo DataOps viria a acontecer em 2017, quando Lenny Liebmann o utilizou no artigo “3 Reasons Why DataOps Is Essential for Big Data Success”.

Como funciona o DataOps?

O foco do profissional DataOps é encontrar maneiras de reduzir a quantidade de tempo necessária para concluir um projeto de análise de dados.

Isso abrange desde a concepção da ideia original até a construção de gráficos, modelos e tabelas para fins de comunicação.

O funcionamento de um setor de DataOps é todo baseado em ferramentas de Statistical Process Control (SPC) que, no caso, são usadas para monitorar e controlar os processos para analisá-los. 

Assim, o fluxo de dados é constantemente gerenciado e, se ocorrer uma anomalia, o time de analistas pode ser notificado por alertas, entre outras ações corretivas e preventivas.

DevOps x DataOps

Embora tenham uma relação direta, DevOps e DataOps possuem propostas distintas.

O primeiro se refere a um conjunto de práticas em que são coordenadas as equipes de desenvolvimento e de operações.

Trata-se, portanto, de uma técnica de criação de software que se concentra na comunicação, integração e colaboração entre esses dois setores, com o objetivo de implementar produtos e serviços de forma mais ágil.

Já o DataOps se volta à análise de dados e não está vinculado a uma arquitetura, ferramenta, tecnologia ou linguagem específica, sendo flexível por natureza.

Nele, recursos de suporte ajudam a promover a colaboração, além de garantir a segurança, qualidade, acesso, facilidade de uso e orquestração dos dados disponíveis.

Vantagens da implementação

Além da metodologia ágil, o DataOps tem tudo a ver com um outro conceito bastante em voga: o de big data.

Com a imensa quantidade de dados acessíveis às empresas e usados para balizar decisões, é necessário estruturar processos que permitam coletá-los e, em seguida, transformá-los.

Nesse ponto, companhias que contam com um setor ou especialista em DataOps têm grande vantagem, já que elas terão condições de extrair resultados dos seus dados.

Além disso, quanto mais bem feito for o gerenciamento, melhores e mais disponíveis eles serão.

Por sua vez, o maior domínio sobre os dados se traduz em melhores insights, estratégias de negócios e lucros. 

Na prática, isso também significa aumentar a capacidade de resolução de problemas envolvendo dados, até porque a quantidade de tais elementos criados nas empresas tende a aumentar exponencialmente.

Assim, a metodologia ajuda a transformar dados brutos em informações valiosas com mais rapidez.

Como implementar o DataOps?

Como você viu, o DataOps pode ser estruturado como um setor ou estar a cargo de um especialista.

No entanto, não basta apenas isso. Antes que a sua empresa passe a gerir seus dados por essa abordagem, é preciso prepará-la.

Vamos ver como fazer isso da forma certa. 

Acompanhe!

Acione os profissionais de TI

Uma das premissas em um setor de DataOps é a integração.

Afinal, ele tem como proposta o tratamento e a gestão dos dados da empresa como um todo e, por isso, é indispensável o acionamento dos profissionais de TI disponíveis.

E se a sua companhia não conta com um time de TI, você pode recorrer antes à consultoria da FiveActs para, assim, começar um processo de implementação de DataOps.

O mais importante é que, nessa etapa inicial, você tenha o suporte de especialistas para entender o que está em jogo e quais resultados esperar.

Faça testes

A partir dos primeiros processos de gestão de dados, serão criados fluxos que, como tais, devem ser testados antes de serem validados e integrar as rotinas do negócio.

Digamos que sua empresa trabalha com servidores on-premises, nos quais estão armazenados os dados de todas as contas de e-mail corporativo.

Nesse caso, os testes podem servir para validar, por exemplo, o tempo de acesso às contas individuais, bem como para verificar eventuais falhas de segurança.

Padronize processos

Um dos principais objetivos ao criar uma rotina baseada em DataOps é integrar processos e rotinas de diferentes instâncias.

Dessa forma, vale padronizar também os sistemas que levarão a essa integração, uniformizando códigos de programação e os métodos de modelagem de dados.

Cabe ressaltar que processos padronizados facilitam a detecção de falhas e, sendo assim, são fundamentais para a adoção de medidas de correção efetivas.

Simplifique o armazenamento

Outro fator muito importante é a simplificação dos meios de armazenamento.

Por isso, é sugerido que, em vez de múltiplas fontes de dados, seja utilizado um único ambiente baseado na nuvem.

Conte com soluções em tecnologia

Não seria possível implementar DataOps sem as ferramentas e os recursos adequados.

Sendo assim, procure adotar, junto ao seu time de TI, soluções que sejam ao mesmo tempo escaláveis e que possam ser atualizadas indefinidamente.

Conclusão

De certa forma, a abordagem DataOps é um desdobramento do que já faziam os profissionais de DevOps.

Mais ou menos como uma fábrica de carros tem um setor dedicado a cuidar da gestão e aquisição de peças e insumos, isso agora também é feito no segmento de tecnologia.

E se para você a ideia soa atraente, fica então a dica: conte sempre com as soluções analíticas da FiveActs e faça muito mais com os seus dados.

tableau software para download

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER